Eu quero que você devolva tudo aquilo que tirou de mim.



Por mais que cada um tenha ido para um lado diferente da vida: você para lá e eu para cá, fiquei aqui perdida, desorientada e incompleta. Mas não me entenda errado, por favor. Não é saudade. Não é falta de você. Também não é vontade. Você se despediu de mim e levou um pedaço do que eu tenho de mais bonito: o coração.

Agora estou aqui, com só a metade em mãos, me sentindo incompleta por ter deixado contigo o meu lado mais lindo da vida. Me devolva, por favor, preciso de mim mesma para viver. Faz uns dias que sinto saudade de mim. Eu não sou mais a mesma. Eu preciso de mim.

Traga de volta tudo isso que você roubou de mim. Mas não traga o nosso amor-furado, traga só o meu amor que ficou todo contigo quando você partiu. Eu quero que você devolva tudo que tirou de mim. Mas não falo de bens materiais não. Jamais. Nem daquele presente bonito que te dei no seu aniversário. Nem daquele jantar que paguei para nós em um dia comemorativo. Nem daquela viagem que eu te levei. Eu não quero essas coisas que eu fiz por vontade própria. Eu quero eu de volta. Eu quero a pessoa que eu era.

Eu quero o que você tirou de mim: a minha esperança de acreditar de novo no amor, de que posso ser feliz, de que posso sim ser especial para alguém. Quero que me traga todas as minhas certezas de que eu ainda vou encontrar uma pessoa diferente de você mas que seja parecida comigo me aceitando do jeito que sou. Vai. Anda. Manda de volta  esse pedaço do meu coração, preciso de mim para viver. 


Príncipe não! Ela só quer um cara bacana.




Mas ela - ao contrário da maioria - nunca foi de sair por aí procurando pelo príncipe encantado e nem pelo cara perfeito, mas sempre rezou e pediu pra Deus que um bom cara cruzasse o seu caminho. 

Um cara bom, digo assim: Que ao errar com ela, reconheça seus erros. Que os defeitos dela, ele saiba lidar. Que os desejos dele de crescer na vida sejam iguais aos dela. 

Que seja forte, não em músculos, mas em personalidade. Que seja rico, não em dinheiro, mas em amor. Que seja simpático, não pra todas, só para quem tem respeito. Que seja bravo, não toda hora, só na cama. Que seja carinhoso, não todo dia, só depois de uma noite longa de muito amor. Que seja romântico, não sempre, só quando ela precisar. Que seja safado, não na rua, mas dentro de casa. Que a deixe livre, mas não solta. Que a prenda no coração, mas não sufoca.

E que seja assim, para sempre. Que a complete quando faltar algo. Que lhe faça ser mulher, quando ela se sentir menininha. Que encare a vida do jeito que ela encara. Afinal, pra ficar do lado dela, não precisa ser príncipe encantado não, tem que ser cabra macho, meu bem. Cabra Macho!

Eu posso brigar com você agora, mas amanhã eu te quero colada comigo de novo

A imagem pode conter: 1 pessoa, dormindo e close-up

Eu posso me cansar, mas nunca de você. Eu posso fazer planos de viajar, mas te levo comigo que é pra dividir a mala, sorrisos, histórias e a cama de um hotel incrível. Eu posso brigar com você agora, mas amanhã eu te quero colada comigo de novo, me dando o seu melhor bom dia e me fazendo acreditar que a vida é melhor quando você tá do lado.


 Eu posso me abater por um problema, ou me estressar com a rotina corrida de um dia cheio, mas te ver sorrir me faz sorrir de volta, e o teu otimismo, fazendo a vida ser menos carga, me faz te amar cada dia mais e ter a certeza de que nada teria graça se eu não tivesse conhecido você. 

- Rogério Oliveira


Valoriza quem caminha do seu lado e não joga na sua cara o que fez por você.



Quer um conselho de amigo? Valoriza quem caminha do seu lado e não joga na sua cara o que fez por você. Ame quem gosta do que você é. Que elogie sua essência e se espelha na pessoa que você se tornou. 

Valorize quem fala de você com orgulho, que te defende mesmo sabendo que você não é perfeito, e mesmo falho, sabe o quanto seu coração é puro e o seu desejo de mudar o mundo é um grande diferencial. Valorize quem te faz sorrir inesperadamente. Que te apoia, te aconselha do jeito certo e torna sua vida mais leve. 

Não carregue o mundo nas costas e nem engula o que te faz mal. Pesos desnecessários te tornam corcunda e não compensa impulsionar o que você não aguenta. Se obrigue menos e se aprecie mais. Reconheça seus trajetos e sinta orgulho por caminhar ainda desacreditado. A vida nem sempre obedece nossos desejos, mas sempre atende nossas necessidades.

Rogério Oliveira