Padre Fábio de Melo fala sobre a importância do perdão

Ordem do Senhor
“Agora, quando Deus nos dá essa ordem do perdão, não é só para nos arrancar um resultado ou uma obediência, mas é porque Ele sabe que essa ordem é para o nosso bem. Então, o motivo de obedecer essa regra de perdoar sempre é porque a gente tem essa consciência de que o perdão é, antes de qualquer coisa, um remédio para aquele que concede.”

Bíblia
Foto: Shutterstock Images
Os benefícios do perdão
“(…) Quando nós perdoamos, nós concedemos ao nosso coração e a nossa alma a possibilidade de reencontrarmos essa harmonia que o gesto do outro havia quebrado. Eu sei que não é fácil e para isso nós não temos fórmulas prontas. Muitas vezes, o outro nos machuca profundamente, aí entra toda a dimensão humana de que a gente precisa respeitar. Como você é? Qual é a sua necessidade para perdoar? (…). O perdão não significa que você vai ter que voltar a conviver com aquela situação ou trazer de volta aquela pessoa para a sua vida, porque, às vezes, a gente confunde isso. Existem pessoas que fizeram um mal tão grande a você, que você se acha no direito de não ter mais proximidade com ela e isso não é pecado.”
Respeite suas limitações
“Você tem todo o direito de reorganizar a sua vida, de retirar aquela mágoa, de cumprimentar e ser educada, enfim, de ter uma convivência saudável, mas sem a obrigação de ter uma intimidade, você não é mais obrigada a compartilhar a sua vida e ter a convivência que antes você tinha. Agora, se a vida vai te dar a oportunidade de reatar os laços, aí já é outra coisa. Mas, às vezes, a gente se impõe obrigações em nome do cristianismo que são desumanas. Muitas vezes, nós não temos condições de reatar aquele laço, então, perdoar significa você, em um primeiro momento, harmonizar tudo dentro de você para que o nome daquela pessoa ou até mesmo a imagem dela quando se reencontrarem não causem tanto desconforto, como já causou um dia. Porque não é bom carregar esses pesos dentro de nós. Quando alguém nos machuca, nós temos duas possibilidades: a gente pode se vingar pra ser feliz e ficar satisfeito por alguns instantes ou a gente pode perdoar para ficar feliz o resto da vida. (…) Porque sem dúvida, isso não é uma ‘conversa fiada’, o perdão devolve a harmonia.”