Aquele 1%


Atendendo a sugestão de um dos nossos leitores utilizaremos como ilustração mais uma música que alcançou um certo sucesso no Brasil. Na letra dessa música vemos o relato de um homem que se diz 99% anjo e 1% vagabundo. É possível? O que a Bíblia diz sobre isso?
A Bíblia condena qualquer percentual mínimo de ‘vagabundagem’, pois somos chamados à santidade e essa só será aceita em sua totalidade.
O apóstolo Paulo fazendo uma análise do meio em que convivia, comparando judeus e gentios, chegou à seguinte conclusão:
“Não há nenhum um justo, nem um sequer”. Rm 3.10
Paulo está dizendo que ninguém é 100% santo. Pelo contrário, o nosso Deus não só é santo por inteiro como também a fonte da santidade. No Salmo 96.9 está escrito: “Adorai o Senhor na beleza da sua santidade”.Também em Apocalipse 4 vemos que Ele é três vezes Santo. Mas em 1 Pedro 1.16 vemos o mandamento que muito nos confronta, está escrito: “sede santos, porque eu sou santo”.
Esse é, sem sombra de dúvidas, um pedido especial do nosso Pai para que pareçamos com Ele. Portanto, ser 100% santo, ou seja, alcançar a santidade plena é a nossa meta, pois é o que nos faz pensar como Deus, isto é, nos faz ter a mente de Cristo (1 Co 2.16).
Podemos ilustrar a santidade plena com uma garrafa de água mineral que precisa ser totalmente pura para ser consumida. Afinal, não tomaríamos uma água que tivesse no rótulo: 99,99% de água mineral e 0,01% de água de esgoto. Com certeza não, porque a água mineral foi contaminada pela água de esgoto, e por isso está impura. Da mesma forma é a santidade, ou temos ou estamos contaminados pelo pecado. Levando em conta a nossa natureza pecaminosa, não temos, mas se estamos em Cristo Jesus passamos a ter. Como assim?
A santidade não é algo que se adquire ou se compra em qualquer lugar, porque a fonte é Deus, portanto se estou ligado à fonte eu tenho, senão, eu não tenho. E como eu me ligo e desligo da fonte? Através de Jesus Cristo. O termo religião, diferente do que muitos pensam vem do latim ‘religare’, ou seja, quando Jesus disse que era o único mediador entre Deus e homem ele quis dizer que Ele era a verdadeira religião, pois como está escrito em Isaías 59.2: “as vossas iniquidades fazem separação entre vós e Deus; e o vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não ouça”. Mas Jesus veio para nos religar a fonte, à Deus.
Podemos entender melhor como isso funciona através do que está escrito em 1 Jo 1.9: “se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda a injustiça”. Isto é, quando nós arrependemos e pedimos perdão pelos nossos pecados, somos religados à fonte por Jesus Cristo, nos tornamos nova criatura, as coisas velhas já passaram, tudo se faz novo, inclusive as nossas vestes espirituais sujas pelo pecado se tornam brancas novamente.
Deus é santo e a fonte da santidade e a nossa santidade está totalmente ligada à nossa ligação à fonte, se estamos ligados por meio de Jesus não teremos mais nenhum percentual de ‘vagabundagem’, mas trilharemos o caminho da santidade ensinado e exemplificado por Jesus.
Que Deus lhe abençoe e que você não se satisfaça com 99% mas busque todos os dias alcançar a santidade plena que só o Senhor pode nos dar!

Via: http://ebersoncorrea.blogspot.com.br/2015/12/aquele-1.html