TODO NÓS COMETEMOS ERROS…

Já conheceu alguém que vive magoando as pessoas, “esquecendo-se” de ser gentil ou de se importar com o outro e, quando questionado, simplesmente responde que não teve a intenção? Que foi sem querer?
Que todo mundo erra, é fato! E é compreensível! Mas repetir os mesmos erros indefinidamente com a desculpa de que não teve a intenção de ofender, prejudicar ou ferir ninguém, isso é inadmissível.
E não estou classificando esse comportamento por conta própria, não! Estou certa de que a vida não admite essa justificativa. Tenho visto muitas pessoas pagando por erros que não tiveram a intenção de cometer. Mas cometeram. E repetiram. Acreditando que bastaria pedir desculpas uma, dez, mil vezes e estaria tudo certo! Não! Não está!
Nossa vida é consequência de nossas ações e não de nossas intenções. Nossos resultados são construídos a partir do que fazemos e não do que “não queríamos ter feito”. Enquanto você continuar agindo sem consciência, pouco ou nada se importando com as pessoas com quem convive, e acreditando que só suas intenções é que contam, estará apenas acumulando chances para resultados medíocres, senão miseráveis.
Se eu acredito em arrependimentos? Com toda certeza! Pessoas que se arrependem são aquelas que se dão conta de seus enganos e de suas limitações e se comprometem, de verdade, a tentar, dia após dia, fazer diferente. São pessoas que, finalmente, compreendem que somos todos um! Que sozinhas não faz sentido. Que não podem usar e manipular os outros a seu bel prazer. Que não podem tripudiar sobre o coração de alguém só porque não era essa a intenção delas!
No mais, vale lembrar que o Universo é uma grande engrenagem, perfeita e justa. Gira de acordo com os efeitos gerados por cada uma de nossas atitudes que, somadas, fazem o mundo ser exatamente como é! Torço para que o meu coração e o seu acordem. E que se mantenham atentos. Porque só assim poderemos agir de modo coerente com as nossas melhores intenções! E se ferirmos alguém, que haja espaço para – com toda a nossa alma – assumirmos nossos atos e sermos autênticos!
Leia mais: Sábias Palavras