10 coisas que tu aprendes ao ser criado por uma mãe forte

 

1. Tu aprendes o valor da independência.

Tu não precisas de um companheiro ou companheira para te salvar ou alguém para cuidar de ti, tu aprendes que és capaz de viver uma vida plena e feliz sem ter obrigatoriamente de compartilhá-la com outra pessoa só porque sim e que um amor na tua vida só faz sentido se vier para acrescentar. Tu aprendes que podes construir uma casa, criar filhos, cozinhar e fazer os pratos e, ao mesmo tempo, ter uma carreira da qual te possas orgulhar. Tu praticamente aprendes a ser um super herói.

2. Tu aprendes o significado do amor incondicional.

Tu viste a tua mãe sacrificar o seu tempo, saúde e juventude por ti e pelos teus irmãos, mas ela nunca reclamou sobre o quanto por vezes sofreu por causa disso. Ela tinha sempre um sorriso no rosto e foi feliz dando mais e mais de si mesma. Ela ensinou-te o amor altruísta e incondicional, e tu sabes que não vais ser capaz de encontrar esse amor em qualquer outro lugar.

3. Tu aprendes a amar a ti mesmo.

Tu aprendes a andar longe das coisas que não são destinadas para ti, aprendes a continuar, mesmo quando o mundo inteiro está contra ti, e aprendes a acreditar em ti mesmo quando todo o mundo duvida. Tu aprendes que não são as falhas que te definem; o que te define é como tu te recuperas de todos os contratempos e quão duro lutas pela vida que queres.

4. Tu aprendes que podes ser forte e suave ao mesmo tempo.

Mães fortes são geralmente muito sensíveis, com a diferença de que elas geralmente escondem isso melhor do que as outras. Mas tu já viste a tua mãe chorar silenciosamente por causa da tua dor, ou ficar acordada a noite toda a cuidar de ti quando estavas doente, ou as noites em que que ela não conseguia dormir porque algo te estava a incomodar. A maneira como ela te abraça quando tu estás para baixo mostra compaixão incomparável e ternura e por vezes tu já a viste, num canto sossegado, a soltar algumas lágrimas.

5. Tu aprendes que nem sempre é fácil ser mulher.

Tu aprendes que muitas vezes a opinião da mulher será descontada, que não vão prestar atenção quando ela estiver a falar a sério, mas também vais aprender que uma mulher pode destacar-se na multidão e forçar todos a ouvir a sua voz e a aceitar as suas ideias. Tu aprendes que o que não te mata te torna mais forte.

6. Tu aprendes a nunca olhar para trás.

Tu aprendes a abandonar todos os “e se” e “poderia ter sido”. Tu aprendes a não olhar para trás e perguntar por que a vida virou de cabeça para baixo. Tu só ficas a olhar para a frente e deixas o passado redimir-se. Tu aprendes que tudo o que aconteceu te levou para onde tu pertences, mesmo que não seja exatamente o que tu sempre desejaste.

7. Tu aprendes a importância da paciência e da fé.

Tu aprendes que Deus está a olhar para ti e para as tuas lutas, que vai dar tudo certo no final. Tempestades vão passar e amanhã será um novo dia. Tu aprendes a ser paciente com a vida, paciente com o tempo, paciente com o sucesso e paciente com os problemas. Aprendes que paciência é força.

8. Tu aprendes como criar a tua própria felicidade.

Tu podes encontrar a felicidade mesmo numa vida difícil. Tu podes ser feliz, mesmo se estiveres a carregar o peso do mundo nos teus ombros. A minha mãe ensinou-me que eu posso sempre encontrar algo para sorrir, tudo o que tenho a fazer é olhar mais de perto.

9. Tu aprendes que ela ainda sabe mais sobre o amor do que tu.

Mesmo tendo diferença de anos, mesmo que tu não gostes das suas escolhas no amor, se ela não aprova alguém, é melhor ouvi-la. Ela sabe o que está a dizer; além disso, ela não te quer ver a ficar de coração partido.

10. Tu aprendes como ser uma boa mãe ou um bom pai.

Tu foste criado por uma mãe que te mostrou como é realmente cuidar de uma família, que o trabalho duro compensa, que tu podes amar alguém incondicionalmente. Ela mostrou como ser protetora, amorosa, gentil, compassiva, forte e resistente. Ela estava a liderar pelo exemplo e tu, consciente ou não, estás a seguir os passos dela, um passo de cada vez.
Texto de: Rania Naim (traduzido)