Como saber que acabou?


Quem diz não saber o quer, na verdade sabe muito bem, só ainda não conseguiu admitir para si mesmo e está esperando a coragem para isso acontecer.
Simplesmente se sabe. Parece que o véu que cobria os nossos olhos e fazia com que víssemos o outro sob a ótica do amor, da condescendência, cai. As coisas ficam claras e límpidas como água pura. Os seus amigos e a sua família são as pessoas em que você pensa primeiro. É com eles que você quer estar e te dá um alívio quando não vê a pessoa antes amada.
As coisas ruins e os defeitos passam a pular na sua frente para mostrar o quanto são grandes e como você não consegue mais lidar com aquilo. Antes você sabia que existiam, mas eram muito menores do que todas as qualidades do seu amor, eram insignificantes perto do sorriso sincero e do calor de um abraço cheio de saudades.
Agora o que você mais sente é indiferença, tudo aquilo se tornou um peso que nenhum dos dois aceita mais carregar, o que antes era um amuleto, agora virou uma cruz.
Discutir não importa mais, conversar não importa mais, porque você já sabe aonde isso vai chegar, esse ciclo nunca levou vocês a lugar nenhum. Brincar e cozinhar o sentimento do outro até que você “decida” o que quer, é cruel e covarde. Quem diz não saber o quer, na verdade sabe muito bem, só ainda não conseguiu admitir para si mesmo e está esperando a coragem para isso acontecer.
O que importa, é saber que você merece mais, você merece sair de uma zona de marasmo onde nada acontece e você não sai do lugar e sair para a vida novamente. Você não se vê mais vivendo sem ele? Experimente dar os primeiros passos, você vai ver que consegue e é capaz de ir até mais longe do que já imaginou. Merecemos estar ao lado de alguém que sinta o mesmo que nós, que esteja olhando para o mesmo lado e queria seguir a mesma direção. Não devemos nos contentar com o meio e com a dúvida. Meio amor, meio carinho, meio companheirismo não agregam nada, só te fazem ansiar por mais e como nada mais virá, somente a frustração vai ocupar esse lugar.
 Precisamos enfrentar certas situações, sim. E é com elas que crescemos, não importa que nos digam milhões de vezes que não é o caminho, muitas vezes precisamos seguir por nós mesmos para aprender. Mas depois que aprendemos, não vamos mais esquecer.
Escrito por Taíla Quadros, colunista do Sábias Palavras.
Veja mais sobre Taíla clicando aqui.