10 coisas sobre ser madrinha

A madrinha precisa estabelecer um laço profundo com a criança, já que é considerada uma segunda mãe, na falta ou impossibilidade de cuidado dos pais. Isso também significa saber do que seu afilhado gosta, ter interesse genuíno e carinho por suas opções, preferências e anseios. Além disso, seja uma madrinha que provém informação e divertimento, com responsabilidade!

1. ESTAR PRESENTE:

As madrinhas devem sempre estar presentes no dia a dia da vida de nossos filhos, principalmente em datas importantes como aniversário, Natal, primeira comunhão etc.

2. SER AMIGA:

Se a madrinha é como uma segunda mãe, precisa estabelecer um laço profundo com a criança, e isso também passa por saber do que ela gosta e pelo interesse genuíno por seu mundinho.

3. PROCURAR CRIAR MOMENTOS PARTICULARES COM A CRIANÇA:

Por exemplo: brincar, buscar na escola, levar ao parque etc.

4. ASSUMIR UM COMPROMISSO:

Quando os padrinhos são escolhidos e aceitam o convite, assumem o compromisso perante Deus de amar e ajudar na educação da criança. Em caso dos pais morrerem, cabe aos padrinhos assumirem a responsabilidade de criar o afilhado. Portanto, ser padrinho não se resume em dar presentes, mas em estar envolvido na criação e no direcionamento da criança, auxiliando os pais com conselhos e apoio.

5. NÃO MIMAR A CRIANÇA:

A madrinha deve ser companheira da mãe. E procurar respeitar sempre os limites impostos pelos pais!

6. PRESENTEAR COM AFETO:

As crianças gostam de presentes. E é muito mais legal quando são algo exclusivo, que atraia a criança e que demonstre conhecê-la. A preocupação em acertar existe, mas um presente que seja a cara da criança vale muito mais do que um presente caríssimo.

7. SE O AFILHADO TIVER IRMÃOS, O VINCULO DEVE SER CRIADO COM TODOS:

É muito legal quando a madrinha tem a sensibilidade de se relacionar com os irmãos de seu afilhado, para que as crianças não se sintam excluídas. Acho normal que possa existir uma preferência para o afilhado, mas não precisa ser explícita e é claro que as crianças não precisam perceber isso.

8. ESTAR JUNTO NOS MELHORES E PIORES MOMENTOS:

Esperamos que as madrinhas nos apoiem e estejam presentes em TODOS os momentos! Infelizmente podem existir aqueles momentos não tão bons… Por isso, não é legal quando as madrinhas aparecem somente nas festas. Por exemplo, ligar quando o afilhado está doentinho faz toda a diferença!

9. FICAR TÃO EMOCIONADA QUANTO OS PAIS:

Qual mãe não se emociona ao ver as primeiras conquistas dos filhos? E é tão legal quando as madrinhas também demonstram essa emoção. Isso revela que elas estão entregues de corpo e alma para essa relação!

10. AMÁ-LO INCONDICIONALMENTE:

Esse item comporta todos os anteriores! Aquelas madrinhas que sentem um verdadeiro amor pelos afilhados são muito mais admiradas pelas mães que, sem dúvida, têm certeza de que acertaram na escolha da madrinha perfeita para seus filhos.