Marido escreve carta comovente para a esposa após uma briga terrível


Um pai volta pra casa depois de um dia exaustivo de trabalho. Ele só quer assistir ao jogo de futebol sem ter que lidar com os gritos das crianças ou fazer as tarefas domésticas. Mas, neste dia, sua esposa não aguenta mais e o deixa. O mundo dele desaba quando ele fica sozinho com os filhos.
Estas são as palavras dele:
“Minha querida,
Dois dias atrás nós tivemos uma briga feia. Eu cheguei em casa cansado do trabalho. Eram 8 da noite e tudo o que eu queria era sentar e ver o jogo.
Quando eu te vi, você estava exausta e de mau humor. As crianças estavam brigando e o bebê estava chorando enquanto você tentava fazê-lo dormir.
Eu aumentei o volume da TV.
‘Não vai te matar se você ajudar um pouco e se envolver mais na criação dos teus filhos’, você me disse irritada, enquanto abaixava o volume da TV.
Eu respondi com raiva: ‘Eu passei o dia inteiro trabalhando pra você ficar em casa brincando com a casinha de bonecas.’
A discussão continuou. Você chorou porque estava com raiva e cansada. Eu disse coisas muito cruéis. Você berrou, dizendo que não aguentava mais.
Eu tive que dar a janta das crianças e levá-las para a cama. No dia seguinte você ainda não tinha voltado e eu tive que pedir ao meu chefe pra tirar o dia de folga para ficar em casa e cuidar delas.
Eu presenciei pirraça e choro.
Eu passei o dia todo correndo pra lá e para cá, sem ter nem um momento livre para tomar banho.
Eu tive que aquecer o leite, vestir uma criança e limpar a cozinha, tudo ao mesmo tempo.
Eu passei o dia inteiro trancado sem falar com ninguém acima de 10 anos de idade.
Eu não pude me sentar direito na mesa e aproveitar uma refeição tranquila sozinho porque eu tiver que correr atrás de uma criança.
Eu fiquei tão mental e fisicamente exausto, que tudo o que eu queria era dormir direto por 20 horas, mas tive que acordar três horas depois porque o bebê estava chorando.
Eu vivi dois dias e duas noites no seu lugar e eu posso te dizer: eu entendo.
Eu entendo o teu cansaço.
Eu entendo que ser mãe é um sacrifício constante.
Eu entendo que é mais exaustivo do que estar na companhia dos figurões do trabalho por 10 horas tomando decisões financeiras.
Eu entendo a frustração de largar a sua profissão e liberdade financeira para poder estar com os nossos filhos.
Eu entendo a incerteza de que a tua segurança econômica não dependa mais só de você, mas do teu parceiro.
Eu entendo os sacrifícios que você faz não saindo com as tuas amigas, fazendo exercício ou dormindo à noite.
Eu entendo o quanto pode ser difícil ficar trancada e ter que tomar conta das crianças, enquanto você sente que está perdendo o que está acontecendo lá fora.
Eu também entendo que você fique triste quando a minha mãe critica o teu jeito de criar os nossos filhos, porque ninguém sabe o que é melhor para os filhos do que a própria mãe.
Eu entendo que ser mãe significa carregar o maior peso da sociedade. Aquele que ninguém aprecia, valoriza ou remunera.
Eu escrevo esta carta não só pra você saber que eu sinto a sua falta, mas também porque eu não quero que se passe outro dia sem eu te dizer:
‘Você é muito corajosa, está fazendo um excelente trabalho e eu te admiro.'”

Esta carta emocionante já foi compartilhada no Facebook mais de 11.000 vezes. Para todas as mães que cuidam de nós e fazem tanto pela gente, mesmo que às vezes a gente não valorize, está carta é pra vocês. Obrigado, do fundo do nosso coração! 

Fonte: Não Acredito