Católica, mãe da namorada de Cristiano Araujo , comove a internet ao falar da vida eterna


A família de Allana Moraes, de 19 anos, se apoia na religiosidade para seguir em frente sem a estudante, que morreu em acidente que completa uma ano na próxima sexta-feira (24), com o namorado, o cantor Cristiano Araújo, na BR-153, em Morrinhos, sul de Goiás. Mãe da jovem, Miriam Coelho Pinto Moraes, 47, reconhece que a dor nunca vai passar, mas é suportável pela certeza do reencontro na eternidade.
“Eu amo meus três filhos igualmente, mas Allana me incluía mais da vida dela. Eu vivia e sofria junto com ela. A gente era cúmplice uma da outra. Por isso, eu senti como se tivesse ido metade de mim, que perdi minha metade. Estava tão envolvida naquilo e, de repente, acabou. Você se perde.
Foi bastante difícil para mim e ainda está sendo viver sem ela. Perder um filho é a mesma coisa que amputar um membro de um corpo sem anestesia, é uma dor na alma, que não tem nem como explicar”, disse a dona de casa.
Além de Allana, Miriam e o marido, o representante comercial Frank Moraes, de 48 anos, também são pais de Thales e Gabriela Moraes.
Em abril 2011, eles perderam Thales, na época com 13 anos, por causa de uma leucemia. Quatro anos depois, em 24 de junho de 2015, aconteceu o acidente que vitimou Allana. Para Miriam, nada compensará a ausência dos dois.

“A dor da saudade e da ausência não passa, mas a certeza da vida eterna é maior do que essa dor. Tenho certeza absoluta que um dia eu vou me reencontrar com eles em virtude das orações que eu faço. É uma dor suportável quando você tem Deus na sua vida, é ele que te sustenta, se você não acredita na vida eterna, realmente você quer morrer porque nada faz sentido. Nada do que a gente vier a ter seria melhor do que a gente ter a Allana e o Thales de volta”, declarou.
Para Miriam, o namoro de Allana e Cristiano os preparou para viver na presença de Deus. “A Allana estava buscando a Deus e o Cristiano, a partir do momento que foi pedir a Allana em namoro, estava tentando traçar um caminho mais reto e viver esse amor que ele encontrou nela. Nesse namoro, de uma certa forma, a Allana santificou a vida do Cristiano e o Cristiano a vida da Allana. Acredito que Deus fez o melhor, foram colhidos na hora certa, em que estavam em estado de maior graça”, acredita.
Fonte: Nossa Senhora cuida de mim