DEVEMOS NOS DOAR A QUEM É RECÍPROCO

original_homem-pensando-por-do-sol

Hoje me deparo na seguinte dúvida: gostar de uma pessoa e mesmo sabendo que não temos futuro, permanecer com ela ou seguir com a minha vida, ficar com quem me dá valor e deixá-la para trás?
Sei que não deve ser novidade pra ninguém esse tipo de situação, mas o que posso fazer?
Eu sou da seguinte opinião: todos merecemos uma segundo chances, mas nunca uma terceira. Sabemos que errar é humano, mas que se manter no erro é burrice.
Se a pessoa está insistindo sempre em te magoar, te ferir, ela não te quer de verdade e nem merece a sua presença na vida dela. Quando as pessoas gostam de verdade, elas querem seu bem, se preocupam com seu bem-estar, querem cuidar de você e te fazer feliz.
Muitas vezes, as pessoas se apegam a memórias do passado pra se justificar naquele martírio. Mas as pessoas mudam e os seus interesses também. O que antes era bom para você, hoje pode não ser tão bom assim. As vezes devemos parar e reavaliar nossos relacionamentos, perceber se eles ainda são saudáveis ou se ainda são o que queremos para nós.
O primeiro valor que temos que ter, que temos que dar é a nós mesmos. Não adianta eu querer que a pessoa me valorize, se nem eu me valorizo de verdade. A pessoa estraga tudo e lá vou eu ajoelhado pedir que tudo fique bem. Cansei disso! Se foi ela quem fez a bagunça, ela que arrume sozinha!
Outra coisa que me cansa, são as falsas promessas de mudança. A pessoa vive fazendo aquilo que você não gosta, você deixando claro isso e quando você resolve partir de vez, ela volta e diz que vai mudar… Mas nunca muda. É muita cara de pau.
Pessoas desse tipo só nos querem para satisfazer os seus egos, as suas carências, as suas dependências de ter alguém, um porto seguro, que esteja lá por elas, lutando por querer elas, mas não retribuem nada. São pessoas egoístas, egocêntricas, que só pensam em si. Esse tipo de pessoa não merece a nossa existência.
Devemos ficar com quem realmente gosta da gente. Aquela pessoa que nos quer bem e acima de tudo, nos valoriza por quem somos.