PRECISAMOS SER INTEIROS UNS COM OS OUTROS!

462a85e43e820c6932c07aa15613f0e3



Chega de amores mais ou menos, abraços com tapinha nas costas e de fingir orgasmo. Ninguém tem a obrigação de te fazer gozar o tempo todo. Quando você mente que gostou, assina o termo que aquele sexo ruim é o que te satisfaz! Somos aquilo que aceitamos das pessoas. E o que oferecemos. Somos o que doamos e o que recebemos.
Não podemos ser mais ou menos, ou ser pela metade. No amor ou na amizade, chega de ser quem você não é. Do café amargo ao açúcar, tem distâncias infindáveis de doces, que se não soubermos dizer, bebemos sem gostar. O sincero, consigo e com os outros, consegue saborear a bebida do jeitinho que ele gosta. Um sim dito pela metade, é um não disfarçado! O disfarce que tu veste, pode ser aquilo que você se torna. Não vamos nos vestir de mentira. Pro bem ou pro mal, ser de verdade é muito melhor. E mais bonito. Melhor se deitar numa cama de solteiro, com o seu cobertor, o seu travesseiro e a solidão, do que na metade menor da cama de casal, brigando pelo lençol e pelo outro! Pelo outro a gente não briga. Nunca. Quando vira competição, quem perde é o amor.
Um foda-se sincero é mais bonito que um eu te amo de mentira. E tem tanta maneiras de mentir sem dizer nada. Quem omite o que precisa ser dito, usa da malandragem pra se safar! Quando for abraçar, certifique-se que nada vai faltar. Se for encarar alguém, olho no olho, só tope quando puder desvendar a alma do outro. E desnudar a sua. Quando alguém chegar, te olhar e perguntar, como um sorriso bobo nos lábios: e ai, quer se entregar? Pense bem! Ou é sim ou é não. Se for mais ou menos, pede desculpas e diz que não está pronto pra ser inteiro!
Agradece o café, coloca o tanto de açúcar que quiser e vai embora, sem olhar pra trás.