“Guardem a minha aliança”: o arrepiante pedido do sobrevivente Alan Ruschel

Lateral-esquerdo da Chapecoense chegou em estado de choque ao hospital, mas não parou de perguntar por sua família
O lateral-esquerdo da Chapecoense Alan Ruschel, um dos cinco sobreviventes da tragédia com o avião que levava o time de futebol até Medellín, perguntava insistentemente pela família quando chegou, em estado de choque, ao hospital da cidade colombiana de La Ceja, a mais próxima do local do acidente.
Alan fez um pedido comovente à equipe do hospital antes de entrar na sala de cirurgia: ele pediu apenas que guardassem bem a sua aliança de casamento.
Amanda, a esposa do atleta, comunicou através de sua conta na rede social Instagram que o estado de saúde de Alan é “estável”:
“Graças a Deus o Alan está no hospital, estado estável. Estamos orando por todos que ainda não foram socorridos, e força para todos os familiares. Situação complicada, difícil. Só Deus para dar força mesmo. Obrigada, Deus”.
insta-alan
Na madrugada desta terça-feira, 29 de novembro, a aeronave com 81 pessoas a bordo se chocou contra o solo em uma região montanhosa, devido a falhas elétricas, quando já se aproximava do aeroporto de Medellín.
Chapecoense disputaria nesta quarta-feira a sua primeira final de um campeonato internacional, a Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, da Colômbia. Além da delegação do clube catarinense, viajavam jornalistas, convidados e a tripulação, formada por 9 profissionais.
Fonte: Aleteia