Médicos ignoram manchas de recém nascido. Meses depois, é isso que acontece na vida da criança

Realmente, é muito difícil compreender o que se passa na cabeça de uma pessoa que perde seu tempo ofendendo e provocando uma criança inocente.

A prática do bullying, por si só, já é absurda. Por mais que ela seja motivada por uma série de fatores - seja problemas de infância, traumas, entre outros - é revoltante pensar no quanto ela ainda é crescente.
E quem sabe muito bem o que é conviver com esse problema é a família do pequeno Oscar Langham. O menino nasceu com uma rara condição de saúde chamada histiocitose de células de Langerhans (LCH). A doença semelhante ao câncer das células imunológicas faz com que o garotinho tenha a pele toda coberta por caroços vermelhos.
E como se não bastasse a criança ter que enfrentar uma grave doença, ele ainda precisa conviver com os ataques gratuitos e comentários maldosos que recebe de estranhos.
Oscar nasceu com 16 dias de atraso e quando veio ao mundo já apresentava manchas sobre sua pele. A princípio, os médicos pensaram que não se tratava de nada com o que fosse preciso se preocupar, porém, conforme o menino crescia, os pontos em sua pele não iam embora, pelo contrário, se manifestavam cada vez mais.
Apesar de não se tratar de um câncer, o diagnóstico é bastante semelhante e a quimioterapia surge como uma boa alternativa para tratar da LCH. A mãe, Steph Webster, espera que os caroços desapareçam com o tempo, conforme os médicos indicaram que vai acontecer. Contudo, ela conta que a vida não vem sendo nada fácil.
  1. The Vibe/Reprodução

O garoto é constantemente alvo de provocações e comentários preconceituosos por causa de sua condição de pele. Steph diz que, durante uma época, a família sofreu com um grupo que chamava seu filho de 'dálmata'.
E embora, por causa da idade, o menino ainda não seja capaz de entender o bullying ao seu redor, a mãe e o marido, Daniel Langham, sofrem profundamente com a situação.
A família trouxe a público o caso e chegou, inclusive, a aparecer em programas de TV. A intenção é a de buscar conscientizar as pessoas a respeito do sofrimento que enfrentam.
  1. Foto: The Vibe/Reprodução
Em questão de saúde, a chance de Oscar se recuperar é muito alta. Apesar de ser um caso incomum, o menino já passou por diversos exames e já iniciou seu tratamento.
Temos a esperança que em breve o garotinho já estará totalmente livre da LCH. E em relação aos "valentões", esperamos que sintam, pelo menos, um pouco de vergonha. Porque convenhamos, é surreal pensar que as pessoas podem ser tão cruéis com uma criança.

via: Best of Web