Um dia a ficha cai

Não foi por deixar de gostar que eu me afastei, muito pelo contrário. Foi por gostar demais. Eu me vi disposta a fazer por ele coisas que eu nunca fiz por ninguém. Porque eu também nunca havia sentido aquilo por outra pessoa, então, esse sentimento me mudou completamente. Aprendi muito sobre mim mesma e a forma como me relaciono com o mundo. Eu me descobri sendo mais ciumenta do que eu imaginava, mais teimosa do que eu esperava e mais carinhosa do que eu já havia me permitido ser.
Aquele amor foi tão intenso que agia como um impulso pra que eu quisesse ser alguém melhor, pra que eu me preocupasse em ajeitar a bagunça que trago no peito. Eu engolia o choro pra fazê-lo sorrir, eu dava tudo que eu tivesse a ele ainda que ficasse sem nada, eu mal conseguia controlar a minha vontade de lhe dizer a todo instante o quanto eu era louca por ele. Sua voz era música para meus ouvidos, sua presença iluminava até meus dias mais sombrios, suas conquistas me faziam feliz como se fossem minhas. Sua risada era capaz de tocar minha alma, e eu boba, ficava hipnotizada.
Por ele, eu teria enfrentado meu medo de me relacionar, eu teria controlado minha ansiedade pra não nos atrapalhar, eu teria apoiado seus sonhos mais absurdo. Eu achei que fosse conseguir, te juro. Mas chega uma hora que a gente percebe que quer o mesmo de alguém, sabe? Não dá pra amar por dois. Não quero mais do que eu faço, eu quero apenas o mesmo! Eu quero alguém que seja pra mim o que eu me disponho a ser por ele. Aliás, eu preciso de alguém assim.
Eu preciso de alguém que me veja como a melhor pessoa que já conheceu. Eu preciso de alguém que faça de tudo pra não me perder independentemente de quantas vezes tenha que passar por cima do próprio orgulho. Eu preciso de alguém que venha atrás porque também precisa de mim, porque não consegue ficar longe, porque está morrendo de saudade. Então, eu percebi o quanto esse sentimento era injusto comigo, o quanto eu merecia mais do que isso. Mais do que ele. E me afastei.
Não deixei de gostar, vai ser difícil um amor que supere esse, mas hoje eu tenho consciência de que sou boa demais pra essa história. Boa demais pra ele. E simplesmente mereço alguém a minha altura. Um dia a ficha cai. Se isso não é o suficiente pra seguir em frente, eu não sei o que pode.