Emocionadas, Simone e Simaria choram ao relembrar a morte do pai: "Muito complicado achar o corpo"

Um momento de emoção marcou a entrevista das sertanejas Simone e Simaria no programa "Conversa com Bial" desta madrugada. Durante o bate-papo, as cantoras foram às lágrimas ao relembrarem a morte do pai, há mais de 20 anos, sendo que os esforços para que seu corpo seja encontrado ainda prevalecem.

"Faz 21, 22 anos que ele faleceu. Ele era incrível, maravilhoso, éramos apaixonadas por ele. Íamos com ele pro garimpo, a gente via gente morta pelo chão, as coisas ruins. Ele estava lá buscando uma pedra preciosa para dar uma vida melhor para a família", comentou Simaria.

A cantora revelou que o pai foi enterrado como indigente e que as buscas pelo seu corpo estão realmente complicadas, mas ainda assim, a dupla está disposta a fazer o que for preciso para que ele possa ter um enterro digno.



"Ele foi enterrado como indigente e está muito complicado achar o corpo. Choveu muito, a enxurrada levou as covas, tem que exumar, é todo um processo. Quando ele morreu eu ia fazer 11 anos, era louca por ele. Fui dormir e via ele deitado do meu lado, como se estivesse me olhando. Eu disse: 'Quando eu fizer sucesso, pode custar o dinheiro que for, mas eu venho te tirar desse lugar'. Eu prometi, disse para ele que ia buscá-lo", disse a cantora, emocionada.

Diante da comoção, Pedro Bial pediu desculpas às cantoras por tocar em um assunto tão delicado enquanto se levantou do sofá para entregar lenços de papel a elas. "Minha mãe sofreu tanto, meu Deus, trabalhava lavando roupa dentro do rio para ajudar meu pai a ter mais dinheiro e ter mais comida em casa. Nossa vida não foi nada fácil, acho que nossa história encoraja as pessoas a buscarem o novo, a partir para a luta", concluiu a dupla antes de Bial embalar um papo mais descontraído.

Via: Best of Web